quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Pedaços da semana...









Gosto da sensação quente de estar confortável dentro de casa a cumprir com diligência e alegria as tarefas domésticas que têm de estar prontas.
Chegámos ao fim da primeira semana do ano. Uma semana fria mas intensa nas suas actividades. Trabalho q.b., lazer q.b., tudo equilibrado na medida certa para não haver grandes queixumes.
O sol foi rei no tempo, apesar de a chuva ter marcado a sua presença, curta mas bem forte que, como já vem sendo hábito, o clima deixou de ser o que era.
Eu e a carraça também marcámos presença na horta, onde agora vou tão raras vezes. Mas graças ao nosso agricultor de serviço, o terreno vai mantendo a sua energia e produção. Ao fim de três anos de exploração, são muitas as questões que levanto. E a minha busca por uma casinha no campo, aqui perto, mantém-se. Até que chegue a hora que, creio, virá! Até lá, resta-me continuar a esperar serenamente e ser grata pelo já tanto que tenho.
Nenhuma vida nos dá tudo aquilo que gostaríamos de ter, até porque a inconstância faz parte da nossa essência, e aquilo que achamos que hoje é o suficiente, amanhã já não achamos. Por isso sou grata, me contento com o que tenho e vou lutando serenamente por aquilo que gostaria de alcançar mais, na certeza de que Deus fará a vida abrir-me as portas que serão para eu entrar! No resto, de que adianta viver em constante ansiedade? A ansiedade só nos rouba energia, energia que necessita ser canalizada para coisas boas, produtivas, positivas, valorosas.
Assim, estamos já na segunda semana do ano. Ao entrar no carro e ver que está -1ºC, que tenho de voltar a casa para ir buscar uma garrafa de água para limpar o gelo do vidro, que o fuminho me sai da boca enquanto falo para a carraça, que as mãos doem a agarrar o volante porque não consigo conduzir com luvas, percebo como gosto deste frio que enrijece! É bom viver para agradecer o frio e o sol que o tenta aligeirar e entrar no trabalho para cumprir tarefas necessárias.
E depois chegar a casa e ter mais um monte de trabalho a fazer. Apanhar a roupa do estendal, fazer outra máquina de roupa, à noite sentar-me a bordar a continuação de uma toalha em ponto de cruz que tenho começada há mais de 10 anos, costurar umas roupas já com alguns buracos e que podem durar mais um tempo se forem bem cuidadas, ler um pouco, pensar nos inúmeros projectos que tenho para terminar e noutros tantos que tenho para iniciar. Tudo coisas de uma vida - banal, simples, mas cheia de sentimento.
Porque, sem dúvida, o valor da nossa vida está dentro de nós, na capacidade que temos para lhe atribuir esse valor, não nas circunstâncias. Porque as circunstâncias, por muito boas que sejam, nunca nos vão ser suficientes.


10 comentários:

  1. Que lindos pedaços da tua semana e tu mostras muito bem cada um! beijos praianos,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu aqui cheia de frio e a Chica aí na praia do bem bom, ahah. Cada um tem o que merece! Beijos e divirtam-se!

      Eliminar
  2. E assim segue a vida! Ciclos que se fecham e recomeçam. Estações que vão e vêm!O inverno de vocês é bem fiozinho, né?! Moro no estado mais frio do Brasil, bem ao sul mas não chega a ser tão frio assim. Este ano, não baixou de cinco graus. E acho lindo este sol do inverno!!
    Dias desses, comentava com o Leonardo sobre a eterna insatisfação do ser humano. Quando conquista alguma coisa, em seguida começa a busca por uma nova conquista, um novo desejo, um novo sonho. O que não é ruim, dependendo, como tu falaste, do tamanho da ansiedade que ele emprega em cima disso.
    Torço para que realizes o sonho da casinha, logo que der!
    Ah, tens que participar da brincadeira da Bruxa, o Um Projeto por Mês, já que também tens projetinhos encalhados. rererere Tô curiosa para ver esta toalha! Estou com dois trabalhos encalhados em ponto cruz, começados há mais de 18 anos!!!! Os dois foram começados quando minha sobrinha nasceu.
    Bom final de semana, minha flor!
    Bjinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Tiane, o Inverno aqui é frio, mas este nem está a ser um ano muito agreste, por enquanto. Obrigada pela tua torcidela pelo meu sonho. Sem ansiedades! ;) Vamos vivendo um dia de cada vez, um projecto de cada vez, tudo no seu tempo e no seu lugar. Beijos.

      Eliminar
  3. Ai Ana nem sei o que te dizer!! Agarrava nestas palavras e copiava-as para mim. Sem duvida temos de tentar sempre ser feliz com o que temos (que às vezes já é tanto!)sem nunca deixar de ambicionar mais ou simplesmente sonhar com mais porque quando deixamos de sonhar a alma está morta-adormecida. Tudo chegará e encaixará no seu sitio! Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Ana, muitas vezes, a vida faz-se por si própria, nós só temos de a acompanhar. Beijos e força na caminhada.

      Eliminar
  4. Tudo tão verdade ... Feliz 2017 :)
    Grande beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Celine e um ano muito feliz para ti também!

      Eliminar
  5. Minha querida obrigado por partilhares coisas tão bonitas connosco, tão cheias de sentimento e de gratidão! Estes são os bens mais valiosos que podemos ter. E tu és tão cheia deles!
    Beijinho enorme e bom fim de semana ***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas tuas palavras tão bonitas e por partilhares deste meu sentimento! Aqueces-me o coração :)

      Eliminar