sexta-feira, 27 de abril de 2012

O meu pedaço de terra...



... enquanto não posso ter outro.
Entretanto, vou revolvendo este pouco terreno com as mãos e admirando com os olhos e o coração a evolução da natureza, das minhas experiências com rebentos, da minha limpeza com dedicação, da forma que vou dando a estes pedaços de terra, verde e barro que tenho comigo. Nunca saio desapontada da minha "jardinagem". Se é assim com poucos centímetros de terra, nem imagino como seria poder trabalhar e produzir em terra abundante!

5 comentários:

  1. Também sonho com o mesmo!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. É mesmo maravilhoso e também sempre mexo com a terra, quando possível aqui, nos meus vasos, que é todo terreno que disponho,ser

    beijos,lindo resto de domingo!chica

    ResponderEliminar
  3. Você é uma jardineira de almas.
    Uma Flor a nos encantar.
    ;)
    Bom domingo!

    ResponderEliminar
  4. Olá Margarida! Assim também eu o faço! ... e o quanto eu precisava de ter outro pedaço maior que me deixasse por os pés na terra, ...ter a minha horta e o meu jardim...e enquando não chega vou fazendo o que posso nos meus vasos!
    Um beijinho,
    Elisabete

    ResponderEliminar
  5. Torço muito para que seu pedaço de terra se expanda logo, logo.
    Enquanto isso não acontece, você vai colocando toda sua dedicação nos pequenos vasos e recebendo das plantinhas o reconhecimento pelo seu carinho com elas.
    Beijos.

    ResponderEliminar